Neuza Itioka usa Isaías 45 para pedir voto para Serra (45)




Neuza Itioka
Serra é comparado ao imperador persa ‘Ciro, o grande’
A apóstola brasileira Neuza Itioka, fundadora e presidente do Ministério Ágape Reconciliação faz parte da tropa anti-’pai do kit gay’ (o Haddad, do PT), composta por outros líderes religiosos. Itioka está engajada pela eleição de José Serra, neste segundo turno, para prefeito de São Paulo.
A líder evangélica fez referência ao escrito pelo profeta Isaías, no capítulo 45, onde narra a passagem (que começa no capítulo 44.28) em que Deus fala sobre a entrada do imperador persa Ciro, o Grande, no cenário histórico específico de Israel. O texto mostra que o persa seria usado pelo Altíssimo com a missão de reconduzir de volta a Jerusalém os judeus que haviam sido deportados à Babilônia, cerca de 70 anos antes, por Nabucodonozor, o caldeu.
Itioka postou, na segunda-feira (8),  em seu perfil no Facebook a seguinte mensagem:
“Minha gente querida.
Vamos para o segundo turno com o Serra. Lembra Ciro de Deus? Isaías 45 fala dele. Serra 45.
Cuidado com quem se assemelha com ao perseguidor de Israel.
Neuza Itioka”.
COMENTÁRIO:
É lamentável que a Bíblia esteja sendo distorcida com fins politiqueiros.
‘Santificar’ Serra e ‘demonizar’ Haddad é um absurdo. Alguns ideais e projetos anti-bíblicos são defendidos por ambos.
Se o ‘demônio’ Haddad tem grandes ligações com aqueles que defendem o idealismo gay, Serra também o tem e já demonstrou isto por mais de uma vez.
Haddad, pró-kit gay
Durante a gestão de Haddad no MEC, o kit gay foi preparado para ser distribuído para cerca de 6.000 escolas públicas de todo o Brasil. Milhões de crianças receberiam o material ‘didático’ de incentivo ao homossexualismo. O plano foi desmascarado pelo deputado federal católico do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro (PP), em um vídeo postado por ele às vésperas do Natal, em 2010.
Cogitou-se, inclusive, em colocar no material que seria distribuído pelo MEC às criancinhas, na gestão de Haddad, duas meninas dando um beijo lésbico de LÍNGUA. Aterrorizante !!!! Veja no vídeo ‘até onde vai a língua?‘, o que diz um dos representantes do MEC sobre isto.
Ademais, petistas exigiram que Haddad, se eleito, contrate travestis para ministrarem aulas para crianças do ensino fundamental, com distribuição do kit gay municipal.
Abordar sobre homossexualismo, em classes infantis, não é novidade para o governo do PT. Recentemente em uma escola municipal de Contagem (MG), cuja prefeitura é administrada pelo PT, questionários foram distribuídos para crianças da 4ª série, com perguntas absurdas que, inclusive, deixaram muitos pais em estado de revolta. Dentre as aterrorizantes perguntas: ‘O que é sexo anal?‘, ‘Como dois homens fazem sexo?”. Veja a matéria completa.
SERRA, pró-ativismo gay
Por outro lado o ‘santo’ Serra já demonstrou suas ligações bem próximas com os anseios do ativismo gay:
De acordo com o núcleo gay do PSDB, denominado ‘diversidade tucana’, Serra teve grande participação para o avanço da agenda gay em São Paulo. Abaixo alguns tópicos extraídos do site do grupo:
  • No município de São Paulo, José Serra, homem de visão, instituiu o primeiro órgão de administração pública brasileira voltado à diversidade sexual. Em seu segundo mês de governo frente à prefeitura de São Paulo, em 2005, criou a Coordenadoria de Assuntos da Diversidade Sexual.
  • Ainda em 2005, Serra decretou a criação do Conselho Municipal em Atenção à Diversidade Sexual, espaço de interlocução entre o poder público e a sociedade civil, bem como o Centro de Referência e Combate à Homofobia.
  • Como governador, Serra criou a Coordenação de Políticas Públicas para a Diversidade Sexual, no âmbito da Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania; instituiu o Comitê Intersecretarial de Defesa da Diversidade Sexual e o Conselho Estadual de Defesa da Diversidade Sexual e realizou a I Conferencia Estadual LGBT de São Paulo.
  • Em relação às garantias legais para a população LGBT, Serra regulamentou a Lei 10.948, e publicou decreto acerta do uso do nome social na administração pública. Para travestis e transexuais, Serra criou o Ambulatória de Saúde Integral.
  • Em 2007, Serra foi revolucionário ao reformular o Sistema Previdenciário do Estado de São Paulo, instituindo o direito à pensão ao(à) parceiro(a) e fundou o Núcleo de Combate à Discriminação, Racismo e Preconceito, no âmbito de Defensoria Pública do Estado de São Paulo.
Ainda, conforme escreveu Julio Severo, em seu blog, com o governo do PSDB em São Paulo, os ativistas gays estão com tudo:
-Homossexuais dançaram de calcinha na Assembleia Legislativa de São Paulo em 2007, sem nenhum impedimento.
-Um pastor foi preso no centro de São Paulo, após pregar contra as práticas homossexuais.
-O Estado de São Paulo lidera o ranking de incitação de denúncias por “homofobia”.
-Um bêbado foi multado em quase 15 mil reais por chamar um homossexual de “veado”.
-Uma  igreja evangélica teve seus outodoors com versículos bíblicos violentamente removidos pela “justiça” de São Paulo.
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: