Pastor evangélico afirma que “igreja que promete riqueza se torna estelionatária espiritual”



Pastor evangélico afirma que “igreja que promete riqueza se torna estelionatária espiritual”
Na última quinta-feira (13) o Programa Mulheres da TV Gazeta levou à discussão, no quadro “fórum religioso”, a teologia da prosperidade. O tema da discussão foi “A religião pode prometer riquezas financeiras?”. Foi convidado para discutir o tema o pastor evangélico Roberto Cruvinel, além de representantes do espiritismo e da cientologia.
O Fórum foi conduzido pela apresentadora Cátia Fonseca, e abordou a questão se riqueza seria pecado e se é correto às religiões prometerem prosperidade financeira.
- Algumas religiões falam que se agirmos de certa forma Deus vai nos recompensar e ter uma vida de extrema fartura. Que a gente passa a ter bens, carro, ter dinheiro (…) – disse a apresentadora, para abrir o assunto aos líderes religiosos presentes.
Em sua resposta ao tema, Cruvinel, que se apresenta como pastor pentecostal clássico, afirmou que o conceito de prosperidade bíblica é diferente do comentado nas igrejas atualmente.
Afirmando que uma igreja que promete riquezas “torna-se um estelionato espiritual, como se tentasse agiotar Deus”, o pastor diz acreditar que Deus possa sustentar financeiramente algumas pessoas, mas ressalta que esse não é o princípio do Evangelho.
Defendendo a ideia de que é necessário trabalhar para ter conquistas financeiras, o pastor disse lamentar que algumas pessoas anunciam “vem dá tudo que você tem que você vai prosperar e enriquecer”. Ele afirmou ainda que os crentes não precisam pagar o que tem para estar perto de Deus ou serem abençoados, pois, segundo ele, “Jesus já pagou na cruz”.
O pastor Cruvinel fez ainda um alerta, dizendo que igreja que promete riqueza não é uma igreja evangélica, e ressaltou que muitas pessoas são manipuladas, mas também que muitas são gananciosas e se iludem com promessas de riquezas.
Assista ao programa na íntegra:
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: