Internautas cristãos criam abaixo-assinado contra Silas Malafaia, afirmando que o pastor não representa todos os evangélicos


Internautas cristãos criam abaixo-assinado contra Silas Malafaia, afirmando que o pastor não representa todos os evangélicos
Um grupo de cristãos criou um abaixo-assinado em que solicitam a assinatura dos internautas que desejam questionar a representatividade do pastor Silas Malafaia em relação ao meio evangélico como um todo.
O texto da campanha no Facebook vem acompanhado da imagem acima e convoca aqueles que discordam da forma como o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) se expressa a respeito das questões sociais que de algum modo, atingem a fé cristã no país.
“Se você é evangélico e está cansado de ter um pseudo representante, falando em seu nome. Você que se envergonha das grosserias deste pastor. De sua teologia da prosperidade, que transforma Deus em um servo e não Senhor. Das suas intenções políticas em época de eleições. De sua sede de crescimento de igrejas a qualquer custo. De sua presunção e arrogância” diz o texto, que direciona para o site de abaixo-assinados.
Uma das principais queixas do grupo se dá pela postura de Silas Malafaia durante o programa De Frente com Gabi, em que defendeu a pregação da teologia da prosperidade sob o argumento de que “Deus trabalha com uma linha de recompensa”.
“Até quando os justos ficarão calados? Pois a palavra de Deus nos ensina que importa que haja entre nós heresias para que os sinceros se manifestem. Até quando os pastores sérios desta nação ficarão calados? Chegou a hora de se apresentarem publicamente e dizer tanto a evangélicos, quanto a sociedade, que este senhor não nos representa, que este evangelho da prosperidade que é pregado é anátema”, critica o texto publicado na página Bereano Web no Facebook.
Contrário ao abaixo-assinado, o blogueiro e ativista pró-família Julio Severo destacou a postura do pastor em relação à homossexualidade: “A postura do Pr. Silas Malafaia de confrontar os agressivos argumentos homossexualistas de Gabi foi uma atitude cristã corajosa de mostrar que o que a elite vê e aprova como normalidade, não é natural. Muitos não aguentariam ser verbalmente agredidos pela entrevistadora ao defenderem opiniões cristãs. Pelo menos, nisso Malafaia merece apoio”, pondera Severo.
O blogueiro ainda afirma não entender o motivo da campanha contra o pastor da ADVEC: “O que não se entende é por que alguns ditos cristãos fazem oposição, usando uma pretensa preocupação por evangelismo e amor de Cristo para atacar a coragem de Malafaia. Não são capazes de mostrar virilidade para confrontar os argumentos homossexualistas de Gabi & Cia, mas exibem ousadia em excesso para criticar o que eles mesmos têm covardia de fazer”, critica Julio Severo.
O abaixo-assinado contra a representatividade de Silas Malafaia criado pelo grupo pode ser acessado neste link.
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

1 comentários:

avatar

Um deus que "trabalha com uma linha de recompensa" certamente não é o Deus de Jesus de Nazaré; é apenas um ídolo. Um deus que "trabalha com uma linha de recompensa" é um deus pagão, semelhante aos deuses gregos, iracundos e inclementes. A esse deus, precisamos manipular para que nos atenda.