As raízes messiânicas no mundo




Atenção!
      Os profetas, os apóstolos e todos os discípulos nunca falaram por ignorância  mas movidos pelo Espirito da Verdade do Eterno. Além do mais com base na Torach e Tanach; que veio a ser escrita a Berit chadashá. Um grande exemplo disso é: (Joel 2,32), que se cumpre em (Atos 2,21) "todo aquele que invocar o Nome do Eterno será salvo".
    Caro amigo (a), o título Senhor não é nome de ninguem só um título de atributo, mas a ordem é para invocar o Nome do Eterno e será salvo se permanecer fiel até o fim. Existe vários outros títulos falsos tais como "O Senhor", exemplo: Deus,  K'rios, Lord. God, YHWH, Hashem, Adonay, os apelidos mais conhecido no mundo: Jeová, Jesus Cristo, etc... Mas nenhum deles é o Nome Verdadeiro do Eterno. A Salvação é no Nome que veio dos Ceus. "Yahúshua Hamashiach"
Veja!
        As Raízes Messiânicas nas Nações

       A partir de 1948, houve o retorno de centenas de milhares de Judeus para Yisrael. Judeus de origem AmericanaJudeus de origem FrancesaJudeus de origem EspanholaJudeus de origem Portuguesa,Judeus de origem BrasileiraJudeus de origem Germânica, etc. Cumprindo-se várias profecias (Lucas 22,29).
__A árvore verdadeira “Milhares e milhares de pessoas de todas as nacionalidades voltaram adorar o nome do Altíssimo  Yahuh”, e do seu Filho, o salvador Yahúshua o Messias. Em Yisrael, e em todas as demais nações, “são os verdadeiros adoradores de Yah”, (que se destacam das demais árvores do bosque), dospovos do planeta, Mt. 24, 32,33. São centenas de milhares de pessoas voltando ao Nome Original, deixando todos os nomes de Baal “ídolos” (Oseias, 2,16,17), para adorar a Yahúshua o cordeiro de Yah.Cumprindo (Rom 9,27). Ainda que o número dos filhos de Yisrael seja como areia do mar, só o remanescente é que será salvo. Amigo leitor; você deseja ser salvo? Então deve retornar ao original, isto é, ao nome verdadeiro “Yahúshua Hamashiach” o salvador. Na Internet você pode acessar milhares de sites, anunciando o evangelho do reino. As comunidades Messiânicas sobre a face da Terra não é fundada por homem, mas pela revelação do espírito do Altíssimo; que em tempo oportuno nos alcançou por suas bênçãos, revelando assim, seu Nome Eterno Yahúshua em nossa memória.

        O Titulo YHWH é falso, e nada tem em comum com o nome Eterno: (יהוה) = YAHUH.
Fonte pesquisa (Bíblia de Jerusalém, Introdução ao Pentateuco Pag.,22
            A seguir veremos a história desde o começo e as adulterações que foram inseridas para dar vida aos ídolos, lendas e fábulas criadas pelos homens. Períodos Yaísta e período Eloísta:
Quando deixaram de crer na unicidade para crer em dualidade e trindade, isto é, começaram a chamar o Eterno de Elohim ou Adonay, deixando de usar o nome verdadeiro (יהוה)= Yahuh, para substituí-lo por criação de homens.  Atenção! Se você observa o erro entre as religiões, as injustiças, as mentiras e muitas confusões, e não se conforma com tantas coisas erradas, você poderá conhecer a verdade! A verdade não se resume a querer de homens, a suposições de sábios, a ignorância de poderosos, a tolerância de hipócritas que troca favores com loucos sem nenhum zelo do que é verdadeiro. A verdade, não é verdade simplesmente por se tratar de um consenso (ideia), de centenas de pessoas! Nem por ser uma tese defendida por uns eruditos! Mas, a verdade tem que ter fundamento nos escritos Palleo originais, na antiga aliança da: Torach a tanach, e nova aliança: Br'it Chadash. Caro amigo; se você ainda esta chamando o Salvador de: Jesus Cristo, atenção! Porque você ainda não conheceu a verdade! Jesus Cristo não é nem nunca foi o nome do Salvador da Humanidade! Este é um título pagão que originou-se de tradições estrangeiras; entre elas é uma adoração ao deus sol. As adorações arcaicas a Tamuz, Horus, Théus, Zeus etc. Continuam em nossos dias quando é mencionado estes títulos universais tais como: Jeová, Jesus Cristo, Deus, D'us, Senhor, Lord, God e muitos outros. Estes títulos  profanos são blasfêmia diante do Altíssimo quando mencionados! No idioma hebraico não possui a consoante (J) jota, ficando impossível o Criador do Universo e o Salvador da Humanidade, ter nomes iniciados por jota. Os nomes que possuem jota quando você lê em suas bíblias, nos original eram assim: יוסף  Yossf, que foi adulterado p/ (José). ג ' 'אקו Yacov, que foi adulterado para (Jacó). ירושלים  Yahushalaim, que foi adulterado p/ ירושלים (Yerushalaim), chegando hoje a um nome chamado entre as nações de: (Jerusalém), e muitos outros nomes que foram adulterados, falaremos neles a seguir. Amigos! Não pretendo afrontar vossa fé, mas, esclarecer a verdade, se você sentir ofendido; perdoe-me, não é esta minha intenção! Mas a verdade deve ser dita, e a história prova todo o erro. Eu disse que o nome do Altíssimo é   (יהוה)    e não (YHWH). Outro título muito usado por muitos religiosos que dizem ser sábios, é: (Ha shem), que nada tem de verdadeiro! Ha shem, significa apenas o nome! Mas qual é o nome? O título Ha shem também é uma maneira de ocultar o Nome verdadeiro, como: AdonayYHWH etc.. Títulos errôneos sem inspiração, títulos que jamais foi usado pelos verdadeiros adoradores do Altíssimo
  • Muitas pessoas escrevem e dizem_ Disse: YHWH  haja luz.
  • Outros dizem_ Disse: o Adonay haja luz.
  • Já outros usam o termo _ disse: o hashen haja luz.
     Estes termos são falsos e não identifica ninguém, não são nomes só título. Em hebraicos existem dezenas de outros nomes compostos por quatro letras e não são chamados de tetragrama, mas claro! O projeto é adulterar e profanar o nome verdadeiro do Altíssimo; substituí-lo por outro.
    Se levássemos em consederação estas tal dificuldade de se ler o Hebraico, teriamos vários outros tetragramas impronunciáveis exemplos abaixo:
יונה        Jonas = (YWNH)
מרים     Miriam = (MRYM)
יוסף      Yossef = (YWSF)    
יעקב       Yacov = (YAQW)
יצחק        Ytzaq = (YTZQ)
Ouvir
Ler foneticamente


     Estes nomes: Jonas, Miriam, Yossef, Yacov, Ytzaq e muitos outros em hebraicos, também são escritos com quato caracteres  e não há dificuldade em pronuncia-los, mas claro! Os religiosos dizem que o problemas esta no nome do Eterno p/ desenfluênciar as pessoas em querer saber mais sobre o Nome verdadeiro do Altíssimo.
    
        Como você pode perceber a mesma dificuldade que houve para transliterar o Nome do “Altíssimo”, se teve para transliterar o nome de cada personagem bíblica. Veja com muita atenção! Mesmo sendo composto por quatro caracteres Hebraicos o nome de cada personagem bíblico citado ao lado, como o Nome do Eterno (יהוה ), Yahuh também e composto por quatro caracteres; estes nomes não são chamados de tetragrama, e os copistas não tiveram nenhuma dificuldade para representá-los, com som, fonética inteligível e escrita para todos os idiomas, mas por que então a dificuldade em representar o Nome Eterno? Ora não há dificuldade alguma! Mas isto é uma obra maligna de  continuar adulterando e substituindo o Nome Eterno e Verdadeiro do Altíssimo, por títulos pagãos tais como: Deus. Senhor, Adonay, Hashem, YHWH etc.
        Existem dezenas de outros nomes bíblicos que também são compostos por quatro caracteres que não estamos mencionando aqui; para não aumentar muitos os textos, mas estaremos à disposição de qualquer pessoa interessada para respondermos as indagações.

        O maior problema inerente, é que a humanidade vive conduzida por condutores cegos e hipócritas, alguns dizem ser Judeus! Mas são tão falsos como uma nota de três reais. Também não sabe o que significa 'Yahud'! E tem a ignorância de dizer que não falam o nome por 'zelo'; Mas na realidade não falam, por serem indigno de invocá-lo, não sabem, e não procuram apreender. O Altíssimo nunca proibiu o homem de invocar o seu nome! Mas, para o homem não profanar o seu nome, isto é, não tomar em vão, não substituí-lo por outro etc. É o que fazem quando usam os títulos: Adonay, YHWH, Ha shem, D'us, Senhor, Deus etc. Mas o Altíssimo Diz: para invocá-lo, fazer manifesto seu nome entre as nações, tributar o respeito devido.O nome é Yahushua. Estou dizendo que ao substitui o nome original יהוה   Yahuh,  pela supostas transliteração grega YHWH, é uma profanação do nome (verdadeiro). “YHWH é mais uma mentira grega”. O nome deixou de ser usado entre os Yahudim no passado; porque eles tinhammedo de usar o nome em vão. Resolveram substituí-lo por títulos tais como Adonay, YHWH etc... O grande problema é que ao substituir o nome verdadeiro, por títulos; constitui uma profanação, (um adultério). O conhecer a verdade transcende tradições religiosas, é estar livre verdadeiramente da mentira e embaraço. Saiba que: YHWH, Ha shem, Adonay, Deus, D'us etc... São tradições originarias da baixa mesopotâmia; povos politeístas, sem nenhum zelo com averdade. ATENÇÃO! Foram os gregos que apresentaram este titulo YHWH como sendo a verdadeira transliteração do nome Bendito (יהוה =Yahuh). Foram eles também que apresentaram Iesous, Théos, Kiryos, Jeová, Jesus Cristo etc.Lembre-se, O nome  יהושע=Yahushua é imutável “não se pode mudar”é a continuação  da manifestação do nome do  Pai, no Filho, isto é, o mistério que esteve oculto de todos os séculos que se conhece no Salvador da Humanidade (Colossenses 1, 26,), isto não depende da vontade dos homens, mas é um dom de Yah. O nome do Pai, esta no nome do filho, em “HEBRAICO”, o que nada tem em comum com: YHWH. (YHWH). é um titulo idolatra (Religiosos), que os gregos e romanosidolatras, sugeriram que fosse a transliteração do nome verdadeiro do Altíssimo. Passando então a substituir o nome original (יהוה), pela falsa transliteração (YHWH). Outro erro gravíssimo é a idéia infantil de muitos líderes que dizem sem coerência nenhuma que o nome do filho, Salvador da Humanidade precisa conter o tal Tetragrama sugerido pelos gregos (YHWH). E muitos desses líderes, para satisfazer seus companheiros de ministério que não sabem e nem procuram aprender! Entram nesta filosofia humana e satânica de mais uma adulteração, isto é, colocar um (H), no final da transliteração do nome do filho, Salvador da Humanidade. Transliterando do nome Hebraico (יהושע), que é = a: Yahushua, torna-se na transliteração ao acrescentar um (H), no final; ficando assim: YAHUSHUAH, OU YAHOSHUAH, E OUTROS YEHOSHUAH ETC.  Em primeiro lugar: O Nome do Altíssimo nunca foi chamado de Tetragrama entre os “Yahud”, (verdadeiros adoradores do Altíssimo). “O nome”, sempre foi respeitado e honrado como: o único nome! (יהוה).  Foram os gregos e romanos que inventaram mais esta mentira. Em segundo lugar este (H), é impossível, pois a finalização do nome é em (Ain), e não em (Hêi), como você mesmo pode observar (יהושע ).

As diferenças de alguns grupos que tentam explicar sobre o nome (יהושע)
  Caro leitor; você pode analisar os fatos e o Espírito Bendito do Eterno te dê entendimento.

      Uns dizem que o nome do Pai é Yah, e seu Filho Yahoshuah. Outros dizem que o Pai é Yaohu..e o Filho Yaohushua, e outros dizem que o pai é YAHUÊH e seu filho Yehôshua. Já outros afirmam que o correto é Yeshua.
Analisamos estas respostas e as contradições!
S.B.B. Sociedade Bíblica do Brasil, responde em 23/02/2001.
__Jesus não se deriva de Yehoshua”, mas da forma abreviada Yeshua, é verdadeiro o afirmativo que Jesus é de origem grega e não hebraico, mas ao transliterar para o grego é hebraico, que vem da forma Babilônica  Yeshua, no entanto Yehoshua é uma forma aramaizada pos-babilônica, não é a forma arcaica. A forma correta e plena da palavra é Yehoshua que durante os primeiros 200 anos da comunidade primitiva era muito usado pelos judeus messiânicos.

ATC. Testemunhas Cristãs de Jeová, respondem em 26/12/2001.
 Jesus é apenas a forma latinizada do nome Iesoús (grego), que corresponde a Yeshua, ou Yehoshua Aramaico. Jesus é uma forma comum de se chamar o filho de Deus. Também Yehoshua é um nome de origem Hebraico que foi Aramaizado que passou a ser usado depois do cativeiro de Babilônia, não é a forma arcaica do nome Hebraico.

    Temos alguns exemplos acima que provam a falsidade tanto da forma Yehoshua como a abreviação Yeshua são deturpações Aramaica do nome Hebraico ((יהושע ), e a história é a maior arma para desmascarar as mentiras.
Yaohushua: é um nome impossível, visto que no Hebraico não existe ditongo.
י ). Yôd = Y
ה ). Hêi = Ah
ו ). Vau = U          
ש ). Shin = SH = X                          ).
ע ). Ain = A
 Yahúshua

Yahôshua e Yahushua é de uma mesma semântica, sendo diferenciado pelo Vau, = (O, ou U no Português), porem Yahôshua depende de um hôlem no Vau, que é um sinal massoretico p/ ser (O), porque sem o Hôlem o Vau é = (V), que é (U), em Latim... ou (W), que é = (U), em inglês, isto é = (U), em Português: como você pode observar este Nome não tem nenhum, massôrach, ((יהושע ).
י ). Yôd = Y
ה ). Hêi = Ah
ו ). Vau = U                                  = YAHUSH’A
ש ). Shin = SH = X        Pronúncia: Yahushua, o (Hêi) = A, porem o (H), é o gutural leve (rr).
ע ). Ain = A

Sendo impossível qualquer transliteração que não respeite a gramática Hebraica, que é sem massôrach; estes sinais são usados entre os estrangeiros que não conhece o “Hebraico Amít”.

        Alguns religiosos para defender suas ideias de lideranças, dizem que: O Nome não pode serYahúshua, mas Yahôshuah. Afirmam eles ainda que o termo (YAHÚH), era usados na mesopotâmia em honra a Anate. Porém os textos mencionam apenas: Anat-Shemesh, e Bet-Anat, e nunca anat-Yahuh (Juízes 1,33. II Crônicas 13,2 e 22,2, também 22,10), se baseiam ainda no dicionário Aramaico, ao invés do Hebraico para buscar explicação. O comentário no dicionário Aramaico é analítico e afirmativo (seria como, por exemplo: Perguntar ao padre se Deus, Senhor e Jesus são títulos verdadeiros? Eles vão responder__Claro que são meu filho!), também se baseiam em textos Hebraicos e não Aramaicos. É evidente que em Hebraico vai estar “Yahuh”, sem deidade a ídolos, mas ao Eterno.

Documento Arqueológico
Archaeological findings in Mesopotamia
Achados arqueológicos na Mesopotâmia
      Todas as tentativas arqueológicas de busca ás origens da fé em Yahuêh fora de Israel não levaram a nenhum resultado conclusivo. Nos últimos anos ao analisar um documento arqueológico encontrado em 1890; passou a ser considerada a possibilidade do nome do criador ser Yahu, ao invés de Yahuêh ou Yahwêh. Documento em contexto hebraísta, antes disso já se conjecturava o erro no contexto babilônico. O texto Egípcio fala de uma tribo ou povo mesopotâmico eberim que mencionava este nome Yahu (se pensava no princípio ao analisar o texto, que Yahu se tratasse de lugar ou termo geográfico), nos textos Nabateus também se encontra nomes de pessoas formados pelo verbo “ser” em hebraico. De modo geral podemos concluir que ouve e ainda hoje há, a intenção de modificar o nome do criado. 

Fonte pesquisa: Smith,1990. p. 16ª19, nas notas 80ª87, o autor aponta p/ diversos estudos manipulados com o propósito religioso e controvertido de não expressar o real sentido do texto enigmático.
Delitzsch Friedrich. Babel und Bibel Berlin, 1902.

          Estes falsificadores  usam adulterar os nomes como bem lhes aprouverem, eles adulteram nomes como por Exemplo: ישעיהו, Ishayahu, p/ Ishayah.  שמואל, Shmual p/ Shamuyah,  יחזקאל, Irriziqial, p/ Ezequiyah,  דניאל, D´nial, p/ Danyah , ou mudam inicio EX: צפניה, Tzof’nyah p/ Sofonyah
             Atenção! Amigos leitores; não se pode traduzir nem falsificar nomes. A transliteração tem que respeitar as regras linguística e gramatical do alfabeto. Não se pode fazer uma transliteração falsa de nenhum nome exemplo, eles adultera: D´nial, P/ Danyah. O Sufixo deste nome é (Al), e não (Yah), ou (El). Outro exemplo: Irriziqial p/ Ezequyah. O Sufixo deste nome é (Al), e não (Yah), ou (El), etc... Para cometer este genocídio linguístico afirmam que o nome Yah foi substituído nas escrituras por nomes de ídolos. Atenção! É verdade, mas para fazer qualquer trabalho de repatriação dos nomes, temos que conhecer os fatos e onde foram as adulterações; não é só colocar (Yah), em qualquer nome, não podemos fazer uma uniformização segundo a nossa vontade, se fazermos assim  acabamos adulterando também. Os nomes que tem (El), o correto é (Al). Lembre-se “Al”, é um título e não um nome, usado no passado que identifica o Altíssimo como o “Eterno”. Para alguns dos nomes apresentados como se fossem corretos em português Ex. Zacarias, Finalização em (as), no Hebraico é = Yah, etc...
Vejam o genocídio cultural que se comete, ao uniformizar os nomes sem uma análise sistemática dos fatos. Muitos personagens bíblicos que viveram em épocas diferentes deixariam de existir; simplesmente pela negligência do extremismo! A restauração deve ser feita, mas sem caráter de achologia (no achismo), porém com responsabilidade na verdadeira palavra do Eterno. Exemplo:

Nome Latinizado                   nome corrigido                 significado do nome
Abia (1Sam.8.2)                     Avíyah                           “Yah” é meu pai
Abiel (1 crôn.11,32)                Avial                              “Eterno” é meu pai
Malquias (Jer.21,1)                  Malkiyah                       “Yah” é meu rei
Malquiel (Gn.46,17)                   Malkial                            “Eterno” e meu rei

      E existem dezenas de outros nomes que são parecidos, mas não são iguais, e que ao uniformizá-los, como muitos leigos sugerem, muitos destes personagens bíblicos desapareceriam.
Ouvir
Ler foneticamente


            Assim quero deixar bem claro que o trabalho de repatriação dos nomes, é muito mais criterioso do que as pessoas podem imaginar. Estes falsificadores têm até a audácia de adulterarem o Nome do Salvador de ((יהושע ), Yahúshua P/ Yahúshuah ou Yahôshuah, com (H), no final, uns afirmam que é para conter o suposto tetragrama (YHWH), outros dizem que é devido a palavra hebraica (Salvação). Os dois argumentos são falsos e inadequados.
1° Em primeiro lugar o: (YHWH), são conjecturas de letras estrangeiras, ou seja, no alfabeto universal de “goim”, porém o Nome do Pai continua no Filho, é escrito em caracteres Hebraico, e não em alfabeto estrangeiro. Veja!  ((יהושע ).
2° Em segundo lugar,  a palavra salvação em hebraico não é direta identificatíva,  e não e nome, mas sim: (s.f.).  Diferente de um nome próprio, isto significa que o nome Yahúshua “revela, e tem em si próprio a salvação”. Concluímos então que não depende de um (H), no final do nome para ser correto, pelo contrário o (H), no final só serve para adulterar o nome transformando-o, em um nome com características feminina.
     Atenção!
), Esta é a forma de escrita hebraica, que daria o nome Yahushuah com (H), no final. יהושה)
     Mas esta suposta grafia não existe no Hebraico referindo-se ao Salvador da Humanidade. Quando nas escrituras hebraicas antigas é citado o Nome do Salvador é escrito assim ((יהושע), = “Yahushua” sem nenhum (H), no final. Esta suposta pronúncia do Nome do Salvador com (H), no final é totalmente infiel a transliteração dos caracteres Hebraicos; portanto, é impossível apenas conjecturas da memória de leigos.
Ouvir
Ler foneticamente



Sobre o Título (אלוהים)  Alohim = Aluhaim.
         No Antigo Testamento encontra o termo: (אל) = AL, que é errôneamente traduzido por: ELEloí,Eloah; (AL é um termo comum em todas as línguas semitas), Elohim é o plural da forma singular: Aluah Hebraico ou Al-lah, no Aramaico e Árabe. Elohim significa deuses ou ídolos, e era usado; para identificar os ídolos das nações. No período antigo até Moshê e os profetas; o termo usado é Yahista. O termo Yahísta também sofreu adulteração, colocaram o (J), para dar vida aos nomes falsos Jeová, Jesus, Jacó, Jerusalém etc. Se você pesquisar hoje encontra em 1° lugar como: Javista, p/ material de pesquisa, mas ao pesquisar notara que trata-se de um período anterior ao Eloismo. Porém no pós-babilônia  surgiu o período Eloísta, tempos este que deixaram de honrar o Altíssimo como Criador e começou a usar o termo plural (Elohim), para falar do Altíssimo sem nenhum respeito. O Hebraico e o Árabe são línguas semitas primas, sendo muito fácil verificar a semelhança entre as formasAluah, e Al-lah. Analisando a forma Árabe Al-lah, podendo constatar que não se trata de um ser mitológico e pagão, mas um Título que identifica Altíssimo Criador como o ETERNO, porém o (El), é uma declinação ao deus sol do Egito.  A maioria dos Yahud (JUDEU), optaram pelo termo EL, devido a influencia Helenista e o desvio de conduta para o paganismoComo já mencionamos e fácil perceber tal semelhança entre os supostos Judeus de hoje com os Cristãos, adorando os mesmos ídolos. Evidentemente existem também os Yahud (Adoradores do Altíssimo), que não tiveram, e não tem aliança com os ídolos pagãos, (Não Adoram os ídolos das nações)Porém os Árabes conservaram o termo quase correto Allah que é singularmas é bom lembrar que Allah é apenas um título, e não nome.
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: