CRISTÃOS ADORADORES DE ZEUS!


Êxodo
Shuamós 23h13min “Em tudo o que vos tenho dito, andai apercebidos. Do nome de ídolos nem fareis menção; nunca se ouça da vossa boca o nome deles.”.

“Os LXX (sepetuaginta) designaram o “ULHIM” de Yaoshorul pelos termos Theos ou Kyrios. Mas ULHIM não é Théos, o deus de Yaoshorul latino; ademais, à época, Theos designava apenas os deuses do Olimpo. Os linguistas vêem em Theos uma longínqua derivação de Zeus. Mas traduzindo assim, os LXX estava sendo fiéis o seu propósito de introduzir a Bíblia às exigências da cultura grega. Graças a este impulso, há dois mil e trezentos anos os leitores da Bíblia nas línguas ocidentais vêm chamando o ULHIM de Yaoshorul pelos nomes com os quais seus ancestrais denominavam seus ídolos. Obviamente, com o tempo, os nomes “Deus” ou “Senhor” encheram-se na cristandade, de significações bíblicas. Entretanto, parece claro que é preferível chamar o “ULHIM” de Yaoshorul por seus nomes, transcritos tais quais, a dizer o que eles significam.”.

DEUS (Grego THEOS) - “Compare Zeus com Theos e Deus na coluna seguinte:

Zeus
Theos (Usando a consoante teta)
Deus

Não é necessário um diploma de linguística para enxergar que os três nomes procedem de uma única raiz linguística.

- Os três começam com consoantes --- Z, Teta, e D --- que exigem que a ponta da língua esteja entre os dentes ou imediatamente por trás deles.

- Os três nomes destacam o que os linguistas chamam de “vogal e média, aberta” no segundo espaço.

- O terceiro espaço nos três nomes contém as vogais o ou u “posteriormente fechadas”.

- E os três nomes preenchem o quarto espaço com a sibilante s.

- Em último lugar, os três compartilham de um sentido semelhante.

“A Palavra daimon, no grego, teve diferentes significados, em cada estágio histórico, desde os tempos de Homero até o tempo da Septuaginta e do Novo Testamento. Nos tempos de Homero, daimon significava deuses, e era sinônimo de theos, que significa DEUS.”
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: