UMA PROFECIA QUE SE CUMPRIU



Por que a maioria desconhece o verdadeiro Nome do Ungido? 
Para nos que somos pesquisadores das coisas sagradas a resposta a essa pergunta só tem uma explicação, essa explicação é uma profecia. 
Gostaríamos que você estudasse atentamente essa profecia. 

YermYaohu 11:18-19 “YAOHUH mo fez saber, e eu o soube; então, me fizestes ver as suas maquinações. Eu era como manso cordeiro, que é levado ao matadouro; porque eu não sabia que tramavam projetos contra mim, dizendo: Destruamos a árvore com seu fruto; a ele cortemo-lo da terra dos viventes, e não haja mais memória do seu nome”.

Quem escreveu foi YermYaohu (Jeremias) (aproximadamente entre os anos 640 até 609 antes do Mehushkhay). Vejamos o que ele escreveu: Pense nas palavras em destaque.

Todos reconhecem na frase: “Manso cordeiro que é levado ao matadouro” uma frase profética que se refere ao Mehushkhay. Por que esse reconhecimento? Por que é a mesma frase usada em YaoshuaYaohu (Isaías) 53:7 “como cordeiro foi levado ao matadouro”.

“Foi oprimido e afligido; mas nunca disse uma palavra de revolta ou lamento. Foi levado como um cordeiro para o matadouro; e tal como a ovelha está muda perante os que a tosquiam, assim ele se manteve em silêncio na frente dos que o condenavam.”

Quem se atreveria a negar que YaoshuaYaohu 53 é de fato um trecho caracterizado pela forte mensagem profética messiânica?

Sabemos por essa razão, que YermYaohu (Jeremias) estava falando não apenas dele mesmo, mas havia uma forte conotação profética.

Projetos (como falou o profetas YermYaohu), sim! Verdadeiros projetos malignos foram feitos durante séculos para que o Nome do Mehushkhay, seu verdadeiro Nome fosse esquecido. Verdadeiras maquinações, (nas palavras do profeta), tramas e intrigas, conluios, conspirações e procedimentos ardilosos se desenvolveram em Concílios da Igreja, e antes disso em grupos opositores dos renascidos de Yaohushuaoleym, com o único propósito de tirar a importância do Nome do Mehuskhay.

Quando começa a se desenvolver o anti-semitismo (oposição aos Yaohudim) tornou-se uma verdadeira desonra, uma afronta talvez, continuar a usar um Nome Yaohudim para o Mehushkhay.

A tarefa foi tirar qualquer vestígio que identificasse o Mehushkhay com os Yaohudim.

Se os Yaohudim guardavam o sábado, então a igreja apóstata mudou o sábado para o domingo, os remanescentes de Yaohushuaoleym usava o Nome Yaohudim para o Mehushkhay, então a igreja apóstata mudou o nome e cumpriu assim a profecia de YermYaohu.

“...Destruamos a árvore com seu fruto; a ele cortemo-lo da terra dos viventes, e não haja mais memória do seu nome” YermYaohu 11:18-19.

A Igreja dos gentios queria distância dos costumes dos Yaohudim, hebre-s. E assim, progressivamente o Nome Sagrado do Mehushkhay foi substituído por um outro nome grego, nome grego que depois passou para o latim, e do latim se espalhou pelo mundo com mudanças que em nada se aproximam do Nome Original.

O mundo em geral, o cristianismo como um todo, esqueceu o Nome que saiu de Yaohushuaoleym e adotou um outro que saiu de Antioquia: o nome em grego, transliterado para o português é: Iesous, um nome grego.

Uma alerta já tinha sido dado no tempo em que o Apocalipse foi escrito. O próprio Mehushkhay falando com Yaohukhanam (João), o emissário, e considerando as características do Oholyao em Filadélfia, disse:

“Conheço as tuas obras – eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar – que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu Nome”. Kanodgáluth (Apocalipse) 3:8.

Estas palavras do Mestre da Galiléia para Yaohukhanam explicavam que já na época em que Yaohukhanam escreveu o último livro da Bíblia, havia muitos que estavam negando o verdadeiro Nome do Mehushkhay, e essa negação era do Nome, e não da emunáh (fé), ou seja, estavam trocando o Nome do Salvador por outro sem significado.

No mesmo Livro de Kanodgáluth, para a Comunidade de Efessayaohu (Éfeso), João escreve: “... suportaste provas por causa do meu Nome...” Kanodgáluth (Apocalipse) 2:3 - As provas, com toda certeza eram as perseguições e martírio, não por causa da emunáh (fé), mas por causa do Nome.

Um Texto Importante:
Vamos estudar com atenção a terceira Epístola de Yaohukhanam (João), o verso 7, transcrevemos da mesma forma como está na Bíblia de Estudo Almeida:

“... pois, por causa do Nome foi que saíram, nada recebendo dos gentios”.

Era uma carta para um gentio, de nome grego, Gaio, (verso1), considerado como filho por Yaohukhanam (João) (verso 4), de tanto que o amava (verso 2).

Gaio era um irmão que andava na verdade, com certeza este grego recebeu a visita de missionários de Yaohushuaoleym que para ele, sendo grego eram estrangeiros (verso 5).

Agora Yaohukhanam (João) explica que esses irmãos que visitaram Gaio, saíram visitando as Comunidades e famílias que andavam na verdade, para explicar que não deveriam receber nada que viesse dos gentios, assim como eles também tinham feito.

A causa da saída deles, como missionários, foi por causa do Nome (usado no texto com maiúscula).

O Nome era o motivo, e a alerta geral, era não receber nada dos gentios.
O que os gentios estavam então fazendo?
Por que estes homens que visitaram Gaio o alertaram contra os gentios?
O que de fato havia de errado com os gentios?

A origem dos gentios na sua grande maioria era de origem grega, e sabemos que a cultura pagã predominante na época era o grego. O perigo consistia em mudar o que era autêntico, verdadeiro e original por algo falso.

Os gentios estavam dando ao Mehushkhay um nome grego, trocando aquele que o mensageiro (anjo) trouxe do shuaolmayao, estavam dando um outro nome ao Mehushkhay, um nome grego, diferente, sem significado no hebraico.

Um estudo de Atos 3 e 4 – Estes dois capítulos nos explicam definitivamente a importância do Nome do Mehushkhay.

Kafos (Pedro) e Yaohukhanam (João), os dois emissários (apóstolos) do Mehushkhay subiram até o templo em Yaohushuaoleym (Jerusalem) e tiveram um encontro com um homem coxo de nascença, que lhes pediu uma esmola, Kafos responde ao pedido dizendo: “Não possuo nem prata e nem ouro, mas o que tenho, isso te dou, em NOME de... ---- E AQUI ELE FALOU O NOME DO MESSIAS EM HEBRAICO ----- Com certeza se você está lendo sua Bíblia em português deve lembrar que Kafos e Yaohukhanam não falavam em português, portanto, não poderiam ter falado o nome que você encontra escrito ali.

Por que o coxo foi curado?
Porque ele escutou o NOME, e teve fé nesse NOME, assim explicou Kafos (Pedro) em Atos 3:16 “Pela fé em o NOME... é que esse mesmo NOME fortaleceu a este homem...”.

Mais tarde perante o Sinédrio de novo explica as razões da cura do coxo: “Em NOME do Mehushkhay, o Nudtzorothíy, em seu NOME é que este está curado perante vós”. Atos 4:10

O que os dirigentes do Sinédrio fizeram?

Tentaram impedir que continuassem a pregar nesse NOME, os opositores concluíram que deveriam primeiro fazer ameaças: “ameacemo-los para não mais falarem neste NOME a quem quer que fosse” Atos 4:17 – Logo a seguir lhes ordenaram: “ordenaram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem em o NOME...”. Atos 4:18.

Por que NOME era um perigo para a religião?
Por que desde o início houve tanta oposição ao Nome do Mehushkhay?
Será que discípulos ficaram amedrontados e decidiram deixar de falar nesse Nome?

Porque Ele é muito importante para a verdadeira emunáh (fé), pelo seu significado, é a resposta dos emissários (apóstolos) foi a seguinte: “Não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos” Atos 4:20.

O Nome do Mehushkhay na sua forma original significa: SALVAÇÃO, AJUDA e SOCORRO.

Filipenses 2:9-11: Pelo que também ULHIM o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome Yaohushua se dobre todo joelho, nos shuaolmayao, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Yaohushua hol Mehushkhay é Odmorul, para hodah de ULHIM Pai.

Era esse Nome que os emissários OUVIRAM no primeiro século e esse Nome que eles OUVIRAM não poderiam deixar de ensinar, pregar e falar. Que significa: Salvação, Ajuda e Socorro. “Asseguro-vos que, se eles se calarem, as próprias pedras clamarão”. Lucas 19:40
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: