QUEM DEVE FUGIR PARA OS MONTES!


MOTIVOS QUE LEVAM MUITOS A DÚVIDAS E CONFUSÃO REFERENTE A INTERPRETAÇÃO DAS PROFECIAS BÍBLICAS


Falta de afinidade do renascido com o Rúkha ULHIM(I Co 2).
Falsa aplicação quanto ao texto nos sentidos: tempo, lugar...
Conhecimento bíblico desordenado.
Falsos ensinadores e deturpadores da verdade.
Pontos difíceis de se entender. (II Pe 3.15).




Interpretação da Palavra Profética pode ser LITERAL, CONTEXTUAL e EXEGÉTICA.


2 Kafos 1:19-21 “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida pôr vontade de homem algum, mas os homens separados por YAOHUH UL falaram inspirados pelo Rpukha ULHIM


INTERPRETAÇÃO CONTEXTUAL: Implica encadear ligando coordenadamente as idéias do texto em toda a sua amplitude. Esta norma ou regra orienta ao estudante que profecia deve ser interpretada, levando em conta todos os aspectos que formam parte do texto central da profecia.

Toda profecia é parte de um maravilhoso esquema de revelação, e para se obter o verdadeiro sentido em sua interpretação é necessário considerar todo o esquema que envolve a revelação, assim como a inter-relação das suas partes no plano do Altíssimo.



INTERPRETAÇÃO EXEGÉTICA: Implica a interpretação gramatical. É aquele procedimento que estuda as características das línguas e as leis que as regulam.

Esta interpretação exige a observação cuidadosa dos planos superpostos de uma passagem profética, o que se chama comumente: A LEI DE DUPLO EFEITO, que significa que uma mesma profecia pode ter várias etapas quanto a seu cumprimento.

Para esta regra de interpretação, o estudante bíblico deve conhecer o suficiente a respeito da expressão gramatical da língua em que foi escrita o texto.



INTERPRETAÇÃO LITERAL: É conforme a letra, ao sentido exato e rigoroso das palavras ou escrito.

O fato que a maioria das profecias já cumpridas tiveram o seu cumprimento literalmente, nos dá a seguridade para asseverar que as que estão pôr cumprir-se, também se hão ou se podem interpretar literalmente.

Exemplo de algumas profecias literalmente cumpridas:

“E tendo nascido YAOHUSHUA em Belém de Judéia” (Mt 2:1-5) (Lc 2:2)

Esta profecia do profeta Miquéias, anunciada aproximadamente entre os anos 745 e 715 antes do Ungido, teve seu fiel cumprimento literal.



“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Yaohudah, de ti me sairá o que será Odmorul de Yaoshorul, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade” (Mq 5:2) (Efrata, significa “frutífera” como também, significa Belém) (Gn 48:7)

“Eis que uma virgem conceberá, e dará a luz um filho, e será seu nome Emanuul, que traduzido é: UL conosco” (Mt 1:23)


Esta profecia do profeta Yaoshuayaohu (Is), foi anunciada aproximadamente no ano 758 antes do Ungido, e teve o seu fiel cumprimento literalmente:

“Portanto o mesmo YAOHUH UL vos dará um sinal: Eis que uma virgem conceberá, e dará a luz um filho, e será seu nome Emanuul” (Is 7:14)



“Alegra-te muito, ó filha de Sião: exulta, ó filha de YAOHUshuaoleym: eis que teu rei virá a ti, justo e Salvador, humilde, e montado sobre um jumento, sobre um asninho, filho de jumenta” (Zc 9:9)


Esta profecia do profeta ZocharYAOHU (Zc) foi anunciada aproximadamente no ano 587 antes do Messias, e teve o seu cumprimento no dia da entrada de YAOHUSHUA em YAOHUshuaoleym. Como podemos apreciar pelo texto que segue, seu cumprimento é absolutamente literal:



“Ide à aldeia que está de fronte de vós, e logo encontrareis uma jumenta presa, e um jumentinho com ela; desprendei-a, e trazei-mos”

“Trouxeram a jumenta e o jumentinho e sobre elas puseram os seus vestidos, e fizeram-no assentar em cima”...”Ora tudo isto aconteceu para se cumprir o que foi dito pelo profeta” (Mt 21:2-7)
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: