A NATUREZA DO OHOLYAO

( Parte 24 )

A ORGANIZAÇÃO NO OHOLYAO (2Co 13.5)

Muitos acham que a organização no Oholyao é desnecessária e que os seus obreiros não devem preocupar-se muito com isso. Será interessante aqui, cada um considerar um pouco a organização registrada na Revelação do Altíssimo – A Bíblia, Os originais, é claro.

DONS DE FUNÇÃO MINISTERIAL


Estes são os ministros do Corpo de Mehushkhay, não são títulos ou cargos, e sim funções.

Efésios 4.11,12 "E ele mesmo deu uns para emissários, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para apascentadores, e doutores. Querendo o aperfeiçoamento dos renascidos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Mehushkhay".

O ministério de Zaokanyáo "APASCENTADOR" não aparece em 1Co 12:28, pois ali os ministérios estão listados de acordo com os dons do RUKHA ULHIM, e APASCENTADOR não é dom do Rúkha, é Função Ministerial de Yaohushua.

1Corintios 12:27-28 Ora vocês formam o corpo do MEHUSHKHÁY, e cada um separadamente constitui uma parte necessária desse corpo. É, pois, assim que na Oholyáo do Odmorul, YAOHÚSHUA colocou, em primeiro lugar os emissários [apóstolos]; em segundo, os profetas; em terceiro, os ensinadores; e depois os que fazem milagres, os que têm o dom de curar, outros o dom de ajudar o semelhante, outros sabem administrar a Oholyáo, e outros ainda falam em línguas que nunca aprenderam.



A PROCURAÇÃO DO RUKHA ULHIM

Então agora, desanuviado das interpretações tendenciosas e fora de contexto, entendemos que não devemos dar ouvidos aos pregadores que incentivam o não receber ensinamentos dos servos de YAOHUH que operam na Oholyao dirigidos pelo RUKHA ULHIM.

Os mestres na Oholyao são detentores de autoridade vinda de Yaohushua, outorgada para que a Oholyao cresça de forma saudável e sem o risco de contaminação por doutrinas espúrias.

Quando alguém ensina na Oholyao, na realidade ele o faz com a procuração outorgada pelo RÚKHA ULHIM, é como se tivesse uma procuração para fazer por ELE. Então podemos perceber o nível de responsabilidade dos separados para este ou qualquer outro ministério na Oholyao.

Yaohukhanan [João] 19:11 - YAOHÚSHUA disse: "Não terias poder nenhum sobre mim se não te tivesse sido dado do alto".

Trata-se da passagem em que o Molkhiul Yaohushua está diante de Pilatos. É claro que Pilatos estava usando de suas atribuições quando lidou com o caso que lhe fora apresentado pelos Yaohudim. Ele, Pilatos, fora investido de autoridade pelo imperador romano, não por qualquer outra pessoa da Terra. Mas nesta ocasião Yaohushua lhe informa que o poder de soltá-lo ou condená-lo lhe fora dado "do alto", ou seja, o Pai, YAOHUH era a mais alta fonte concedente de autoridade. Isto está em perfeita consonância com o que Shaul escreveria alguns anos mais tarde aos Romanos.

Romanos 13.1,2 - Submetam-se aos poderes instituídos. Porque a autoridade que possuem é-lhes concedida por YÁOHUH UL. 2Por isso os que recusam obedecer às leis do país revoltam-se contra uma ordem que YÁOHUH UL estabeleceu, e trarão sobre si o seu juízo.

Logo, se alguém ostenta autoridade, esta lhe foi outorgada por alguém superior. No caso da Oholyao, na verdade o ensino é ministrado por pessoas, todavia estas mesmas pessoas estão agindo sob a autoridade de alguém superior, que é o RÚKHA ULHIM.

Quando Pilatos (a pessoa física) lavrou a sentença de condenação de Yaohushua, na realidade, quem o fez foi o império Romano, o qual tinha outorgado sua procuração a Pilatos para agir em seu nome. Seus acertos ou erros poderiam ser julgados apenas pelo seu superior e não pelos seus liderados. Esse é o princípio de autoridade delegada. Por exemplo, se a presidenta do Brasil determina que se construa um hospital federal no Rio de Janeiro, haverá, provavelmente uma licitação e depois a construtora escolhida realizará a obra. Todavia, se fôssemos indagados sobre quem fez a obra, deveríamos responder: foi a presidenta do Brasil. Mas, por quê? Porque a construtora não possuía por si só autoridade para construir um hospital; ela só o fez porque estava sob a autoridade da presidenta, ou seja, tudo que ela fez foi sob a ordem da presidenta. Então podemos ver os vários níveis de autoridade concedida: a construtora estava sob a autoridade do secretário de obras, o secretário de obras estava sob a autoridade do ministro da saúde e este sob a autoridade da presidenta do Brasil. Mas quem deu autoridade à presidenta? Resposta: o povo brasileiro através das eleições diretas. Ao ser reconhecida pelo TSE [Tribunal Superior Eleitoral] como eleita, a presidenta passa a ter uma procuração em nome de todos os brasileiros para agir em nome deles.


VOLTANDO PARA A OHOLYAO

Na Oholyao a operação é semelhante. Quando alguém ensina, na realidade ele o faz com a procuração outorgada pelo RÚKHA ULHIM, é como se tivesse uma procuração para fazer por ELE. Então podemos perceber o nível de responsabilidade dos separados para este ou qualquer outro ministério na Oholyao.

Em Atos 5:1-11 vemos que Ananias e sua mulher Safira foram mortos fulminados porque mentiram a Kafos [Pedro]. Este, por sua vez, detinha a procuração do RUKHA ULHIM. E lemos as escrituras que declaram o que disse este emissário [apóstolo] – 4 "Não foi a nós que mentiste, mas a YAOHUH ULHIM”. As conseqüências foram fatais para ambos.
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: