Descoberto o Mistério do Tekhelet


IMG_4438_1Durante séculos muito se especulava sobre verdadeira fonte, e mesma tonalidade do tekhelet – o azul usado nos fios dos sissiyot pela prescrição da Torah:
“Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes que façam para si franjas nas bordas das suas vestes, pelas suas gerações; e que ponham nas franjas das bordas um cordão azul [tekhelet - תְּכֵלֶת].” (Bamidbar/Números 15:38)
A perda do conhecimento sobre a real fonte do corante utilizado, identificado apenas na literatura judaica como um animal marinho chamado Hilazon, levou a maioria dos judeus à prática de utilizar somente sissiyoth com fios brancos.

O tekhelet não é usado apenas nos sissiyot, mas também sua presença é fundamental para diversos elementos do culto no Bet HaMiqdash (Templo).
Mesmo com o recente interesse na volta da produção do tekhelet, as discussões sobre a fonte exata utilizada ainda eram incertas
Isso pode estar prestes a mudar.
Nesta segunda-feira, a Dr. Na’ama Sukenik, curadora da Israel Antiquities Authority, anunciou a descoberta, feita na caverna de Wadi Murba’at, na região do Mar Morto, onde os judeus se esconderam durante a revolta de Bar Kokhba.
O fragmento, cuja tonalidade da cor indica ser azul celeste, também parece por um fim à discussão sobre a origem do tekhelet.
Como parte de sua tese de doutorado, a Dr. Sukenik testou quimicamente o tekhelet, e determinou que sua origem está na tintura do molusco Murex Trunchular (vide foto ao lado), e que este seria portanto o animal que o Talmud enigmaticamente identifica apenas como Hilazon.
A notícia pode por fim à controvérsia sobre a origem do tekhelet, e aproximar ainda mais o tempo da restauração dos serviços no futuro: Bet HaMiqdash (Templo)
PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: