Uma resposta simples para Isaías 9: 6.


Muitos homens de yhwh na Bíblia tem incluído no seu nome o nome do Eterno. Nomes que traduzidos significam atributos do Eterno exatamente como Isaías 9: 6. O fato de ter um nome que tem um atributo do Eterno ou mesmo um significado do que o Eterno faz, não significa que a pessoa seja "deus". No caso do versículo de Isaías 9: 6, todos aqueles atributos fazem parte de um nome, o que cabe no Mashiach como o maior representante do Eterno. Mas, inferir que ele seja "deus" não faz o menor sentido. Atribuir a alguém, que não seja o Eterno, o título de deidade, ou ferir o conceito da unidade do Eterno, dividindo-o, constituem idolatria segundo a própria palavra do Eterno. Em uma tradução judaica do versículo o sentido muda, na medida em que traduz atribuindo ao próprio Eterno os atributos, o qual, está concedendo autoridade ao Mashiach. Como muitas profecias acerca do Messias, elas podem ser atribuídas de forma imediata a algum personagem da época, porém a sua aplicação plena se refere ao Mashiach.


No caso citado, o versículo se aplica de forma imediata a Ezequias, embora no sentido pleno seja aplicado ao Mashiach. Na tradução judaica está assim: "Pois nasceu entre nós uma criança, um filho nos foi dado. E sobre seus ombros estará a autoridade; por isto o Maravilhoso Conselheiro, o Eterno Todo-Poderoso e Pai Eterno, alcunhou-o príncipe da paz, para consolidar seu governo e para que sobre o trono de David e seu reinado não cesse jamais de haver paz. que será estabelecida e mantida através da justiça e retidão, desde agora e para todo o sempre. O zelo do Eterno dos Exércitos há de tornar isto realidade" (Isaías 9:5,6 - Bíblica Hebraica).


PROXIMA
ANTERIOR
Click here for Comments

0 comentários: